Todos Somos Timóteo Pinto

Tuesday, March 07, 2006

Extra! Extra!

Timoteo Pinto nos conta com exclusividade como é a experiência de consultar o I Ching, o antigo oráculo chinês, o mais antigo que sobreviveu aos tempos.

O Conto do Sábio Chinês

Ontem voltei a consultar o I Ching. Se alguém aqui perguntar: a mãe de quem? é só ler o post anterior. Resolvi fazer isso tendo em vista minha mais nova desocupação, brincar com as sincronicidades e usar o I Ching com freqüência atrai essas criaturinhas. Mas o que eu queria dizer é que o I Ching mais uma vez matou a pau com sua sabedoria milenar.

Muitas vezes eu costumo chamar ele de Mi Ching, tantos são os tapas com luvas que levo dele. Às vezes sutis, às vezes nem tanto. Ontem ele me veio com piadinhas. Eu queria saber se é uma boa tomar chá de cogumelo sozinho. Eu nunca tomei e só uma vez, a uma caralhada de tempo atrás, participei de uma colheita. Ou seria melhor dizer caçada? Logo, lembro apenas vagamente como é a aparência dos cogumelos corretos.

Então formulei a pergunta assim, bem solene: Cogumelos Mágicos Sozinho, Bom pro meu Caminho? e comecei a chacoalhar as moedas e me concentrar na pergunta, repetindo mentalmente: Cogumelos Mágicos Sozinho, Bom pro meu Caminho?... Cogumelos Mágicos Sozinho, Bom pro meu Caminho?... Cogumelos Mágicos Sozinho, Bom pro meu Caminho?... e chacoalhando as moedas. Costumo usar três moedas de 25 centavos que eu limpo diariamente com Bom Bril, para criar um certo apego, afinal eu não sai com elas com medo de perdê-las ou gastá-las. Depois de um minuto chacoalhando e perguntando eu jogo as pratas e traço uma linha.

No I Ching são seis linhas que formam um Hexagrama e blá, blá, blá e deu o Hexagrama 31 ¿ a Inluência, o cortejar. Daí neguinho tem que interpretar a porra do que o livro diz. Dizem que os Realmente Grandes Fodões das Antigas conseguiam interpretar a linguagem máquina do livro, tirando conclusões de combinações do tipo Montanha ¿ Trovão, que vem a ser Terra ¿ Fogo. Só que nóis semo mais ingnorante e apenas nos baseamos nas interpretações desses Fodões aí.

O primeiro passo é ler o Julgamento. E eis que os sábios chineses vieram com papo de casamento. Primeiro com papinho de atração mútua entre os sexos pra depois chegar em casamento como fundamento de todas as relações sociais e então completam com o tom profético que lhes é peculiar:

- Tomar uma jovem em casamento traz boa fortuna.

Depois vem a parte mais soft, a interpretação da Imagem do Hexagrama. A minha Imagem era o lago sobre a montanha. Nesse caso recomendou-se humildade e que ouvisse os conselhos. Chegou até a ser incisivo e sarcástico: as pessoas logo desistem de aconselhar aqueles que ulgam saber sempre mais que os outros

Por fim tinha a análise das Linhas. Elas costumam ser agourentas. Comigo foram palhaças:

A influência manifesta-se na nuca

(silêncio)

Nenhum arrependimento

(mais silêncio desta vez acompanhado de uma expressão babaca)

Puta que o pariu! É o tradicional momento Risadinha Cósmica, tem que ser!, o Universo tirando sarro da sua cara. Só pode ser isso. Passado o acesso de riso dos deuses interpretei a resposta como um sinal positivo.

Queria tomar chá de cogumelo na loca? Vai nessa que é amor à beça! Amor pra casamento, não era esse o papo?

Acontece porém que alguns Hexagramas se transformam em outros através de mutações. O I Ching é um livro vivo, em movimento. Ele às vezes até morde e é bom mantê-lo longe do alcance de quase todo mundo. Na quinta linha moedas deram todas em três, o que nos levou ao Hexagrama 62 ¿ A Preponderância do Pequeno.

O Hexagrama mutante costuma ser um complemento, o futuro ou transformação da questão sobre a qual você perguntou. No meu caso foi um balde de água fria. Eu lá, me imaginando viajando nos cogumelos, vendo coisas que não se pode descrever, o Caos Epistemológico. O Afortunado Possuidor do Aleph. Daí me largam a frase:

- Quando um homem ocupa uma posição de autoridade para a qual ele é por natureza realmente inadequado, uma extraordinária prudência é necessária.

Um homem de autoridade? Realmente inadequado? Isso é praticamente um Impeachment Psicodélico. Pô, qualé?

No mais, um desfile de desmotivações.

Pequenas coisas PODEM ser realizadas. Grandes coisas não DEVEM ser realizadas. Teve até um pássaro que chegou voando bem perto e disse:

- Não é aconselhável o esforço em direção ao alto.

Nessas alturas do campeonato, já dá pra imaginar, eu estava rolando no tapete, cobrindo a cabeça e perguntando:

- Porquê? Porquêee????

Depois relaxei, respirei, fumei um cigarro e comecei a pensar na resposta do Livro Sagrado. O segundo Hexagrama costuma ser o futuro, o desdobramento e ele deixou bem claro que não tenho muito futuro com o cogumelo. Não é meu aliado, Castañedamente falando. No entanto, o Hexagrama inicial, aquele que responde a grande pergunta, aquele recomendou ir fundo.

Esse era o grande enigma da resposta. Porque mandar ir e depois desistir? Só pra fazer refrão pro Zezé Di Camargo? Você me manda iiir, depois desistiiiiir, sem nunca ter amado. Como convém, resolvi dar um tempo e sair pra beber. Estava eu na segunda cerveja quando passa na frente do bar uma puta duma gostosa. Mas gostosa pra caralho! Então realizei a resposta dos Milenares Ancestrais Chineses.

Era uma piada. Uma piada acerca de como a carne é fraca diante das mulheres gostosas. É como quando você começa a agarrar a mais gostosa da rua e sua mãe lhe diz que não é um bom partido. você vai deixar de comer por causa da mãe? Eu não e o I Ching sacou isso. De nada adiantava ele me dizer pra mim não tomar o chá. Ele anteviu que eu tomaria de qualquer jeito. Por isso ele tirou sarro com a metáfora do casamento. Por fim me alertou para ir devagar respondendo o cerne de minha pergunta.

É bom para o meu caminho? Acho que não.

De motivante nessa história toda é que eu vou tomar chá de cogumelo em breve, por que vou, por que quero, e que até o I Ching deixou, apesar de sua relutância. Faz parte do meu caminho e mesmo que não faça, não custa nada dar uma olhadinha no que é que tem ali do outro lado.

Nada é verdadeiro. Tudo é permitido.

1 comment:

Ari Almeida said...

Todo homem já é sua própria visão doente de Deus.